10.3.09

Até... quando?

Verdadeira como sou me falta alguma compreensão do por que não falar? Por que adiar o inevitável? Qual o problema em se expor? Ser você mesmo é ruim?
Perguntas que faço e não obenho resposta, não sei se sou eu que gosto de conversar demais ou o mundo que conversa de menos.
Porque não botar tudo em pratos limpos? Pra que deixar espaço pra intriga, pra mal intendimento e qualquer coisa que possa gerar confusão?
Acho tão mais fácil conversar, sentar num canto, expor tudo o que se passa na cabecinha e deixar as peças de nós mesmos se encaixarem, se caso elas não se encaixem você já sabe a resposta não precisa ficar sofrendo por algo que poderia ter sido, podia ter falado, deveria ter feito, aliás, odeio vermos que terminam com IA. É sempre uma coisa que não dá pra saber, e se não dá pra saber pra que pensar?
Acredito que todos já temos problemas suficientes pra ficarmos arrumandos outros mais.
Se você tá chatiada com fulaninho, faaala, de repente o pobre coitado nem sabe o que fez, se sua amiga foi uma puta de uma traira, chega com ela e conversa, cada um sabe de deus motivos pra tomar suas atitudes e a melhor coisa a fazer é tentar intender o motivo do outro, mesmo que não consiga.
Eu sou adepta da conversa e resolução rápida de problemas, não vejo sentido em adiar as coisas, não sei até quando vou poder viver por tanto não vejo lucro em deixar seja o que for pra depois.


ps: o texto não tem nada haver com o post anterior, tem atitudes que não tem mesmo conversa, e nem o que deixar pra depois, é tchau e bença.



Beeeijoooos

4 comentários: